O verdadeiro chocolate

Padrões de identidade do Chocolate

No Brasil, a ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - define para alguns alimentos quais os ingredientes que podem ser usados e a quantidade mínima ou máxima que caracterizam um alimento. No caso do chocolate, por exemplo, o requisito é que o produto deve apresentar no mínimo 25% de sólidos de cacau. Isto é, um produto que contenha uma mistura de derivados de cacau (Theobroma cacao L.) como (conhecido também como pasta ou líquor) de cacau, cacau em pó e/ou manteiga de cacau, em quantidade mínima de 25% no produto final é um chocolate.

Como saber se o produto é um verdadeiro Chocolate?
Basta ler a embalagem. Para saber se você tem em mãos o autêntico chocolate, procure pelas informações "chocolate ao leite", "chocolate meio-amargo" ou "chocolate amargo" na parte da frente da embalagem. Provavelmente, você não estará lidando com o verdadeiro chocolate se vir as palavras "sabor de chocolate", “sabor chocolate”, "cobertura sabor chocolate", "achocolatado" ou "feito com chocolate". E não se deixe enganar por uma embalagem que o remeta a chocolate, mas nem chegue a mencioná-lo pelo nome.